Make your own free website on Tripod.com
 

ESCALA PARA MODELISMO

Edmar Mammini

Poucos modelistas sabem o que é escala, parece mentira mas é verdade, até você que está lendo este artigo acha que o articulista é um pretensioso ao dizer isso pois vou escrever aqui coisas que você sequer imagina. Existem escalas para várias coisas, o modelista genericamente só conhece a escala linear, mas existe a escala da superfície, a escala da massa, da velocidade , da rotação ,  e ainda mais a escala da potência e da viscosidade dos fluidos.
Será um artigo a parte dedicado somente a quem conhece matemática superior uma vez que envolve equações de potências fracionárias e derivadas.

A escala linear é a mais fácil de se entender, é assim: quantas vezes o modelo é menor em suas dimensões lineares que o verdadeiro, por exemplo um barco real tem 50m de comprimento seu modelo em escala 1: 50 terá  1m de  comprimento. (Cada 2 cm vale 1 metro). Assim será com a boca, o calado, pontal etc e tal. A escala de superfície já é diferente, imagine quantos modelos caberiam no convés do real se a escala fosse a mesma ou seja 1:50,  somente 50 barquinhos? claro que não, muitos mais, imagine que se colocássemos os modelos alinhados sobre o convés 50 modelos teriam   o mesmo comprimento que o real ,isso sim é procedente, o resto da superfície do convés ficaria vazia.
 

A escala de superfície é a escala linear elevada ao quadrado, assim   50x50 = 2.500, portanto para cobrirmos o convés do barco real com modelos em escala 1:50 seriam necessários  2.500 barquinhos. Essa escala usa-se para calcular a superfície molhada do barco e seu modelo. A escala para a massa é a mesma coisa, raciocine assim; um modelo em escala 1:50 de um rebocador pesa de 4 a 5 quilos, se a escala fosse real então o real pesaria de 20 a 25 quilos, o que se sabe ser uma incongruência, lógico que muito mais.
 

A escala para a massa e volume é a mesma e corresponde  a escala linear elevada ao cubo, ou seja 50x50x50=125.000   portanto se multiplicarmos a escala de massa ou volume teremos que 4x 125.000= 500 toneladas  ou 500.000 quilos, e mais um exemplo, para enchermos o barco real com barquinhos necessitaremos de 125.000 barquinhos. Como o leitor pode observar escala não é coisa tão simples assim, por isso, iremos escrever sobre as escalas para velocidades e rotações dos hélices, só para curiosidade, imagine seu modelo com a rotação do hélice 25 ou 50 vezes menor do que o modelo real, que velocidade ele atingiria?
 

Escala para rotações e velocidades. Sem dúvida esta parte gera polêmica entre os modelistas de todas as categorias, porém quem menos aceita a realidade são os Ferreomodelistas ,que normalmente as contestam mas não conseguem provar o contrário e muito menos conseguem se convencer sobre a realidade das coisas e sobre as leis que regem o modelismo.
A lei é simples: A velocidade do modelo está para a do real na razão do quadrado da escala linear. Em outras palavras ,a raiz quadrada da escala linear multiplicada pela velocidade do modelo dá a velocidade do real. Exemplo : um modelo de rebocador na escala de 1:25 tem uma velocidade de navegação de 4 km /h , então o cálculo será, raiz de 25 = a 5 donde,  5x 4 = 20 . pronto ,a velocidade do real será de 20 km/ . Em barcos mede-se velocidade em "Nós" um nó corresponde a uma milha náutica por hora. A razão de ser assim e não km/h é que no mar não se tem nenhum balizamento para se calcular a velocidade real do barco, se com  relação a água tudo bem, mas a água também está em movimento, dessa forma desde o século XVI se optou a usar os astros como balizamento náutico.

Para isso inventou-se o Astrolábio, dividiu-se a aboboda celeste em meridianos e paralelos e uma graduação para essa linhas. Uma volta dessas linhas representa 360 graus, os graus foram divididos em 60 minutos, e os minutos em 60 segundos.  A milha náutica representa 1 minuto do arco meridiano terrestre. Entenderam ? não? pense um pouco. O perímetro da Terra é de cerca de 40.000 km. ou 360 graus cada grau 60 minutos então 360 x 60= 21.600 ; 40.000 dividido por 21.600 = 1.851,8m , para efeito de cálculos padronizou-se a milha em 1.852 m , pense bem, não existe forma melhor de se medir a velocidade da navegação, a aérea também é assim, não é americanagem não! a milha é coisa inventada por portugueses da época das grandes navegações. Voltando a vaca fria, um nó igual a uma milha por hora, esse é o padrão internacional para velocidades de embarcações.
 

Em modelismo em geral usa-se metros por segundo ou as vezes por minuto, a conversão é mera aritmética. As rotações, essa é outra enganadora, ensaios físicos com modelos reduzidos provou que a velocidade de rotação dos hélices dos modelos é diretamente proporcional a raiz da escala linear que multiplica a rotação; exemplo prático; um modelo em escala de 1:25 qual a rotação de seu hélice se o original tem 300 RPM ? fácil ,raiz de 25 = 5 , 5x 300= 1.500. Observe que seria uma loucura imaginar que o hélice deveria girar a uma velocidade 25 vezes menor ou seja 300 div. por 25 = 12. Você acha que um barquinho iria navegar com um hélice a 12 RPM ?

Retornar à página principal