Make your own free website on Tripod.com
 
 
Construindo uma locomotiva Diesel-Elétrica
Edmar Mammini
 
 

 Este artigo tem por objetivo descrever a construção de um modelo de locomotiva Diesel-Elétrica na escala 1:11,25. A razão dessa escala ser não inteira é que se estabeleceu no mundo uma série de bitolas tida como padrão, tanto no modelismo como na realidade, veja artigo a respeito neste mesmo site no título “Bitolas”. A opção recaiu em uma bitola de 3 ½ polegadas que é a mais usada em trens em miniatura tipo “Live Steam”  e como no Brasil só existe uma linha dessas, então recaiu sobre essa escala; que equivale a bitola métrica . Existem já quatro locomotivas a vapor nessa escala, diversos vagões, e enfim ficou mais ou menos padrão no Brasil o uso da bitola 3 ½  pol. (88,9 mm).
 

 A escolha do tipo de locomotiva recaiu sobre uma locomotiva de origem americana conhecida como RS-1, é uma locomotiva de Marca “Alco- GE “ de 1.000 HP de potência construída entre os anos de 1940 e 1948 (antiga mas bonita).
 Os desenhos técnicos conseguidos são de uma locomotiva que pertenceu a antiga estrada de ferro Central do Brasil onde a bitola é de 1.600 mm. Poderíamos ter feito a opção de fazer o modelo em escala 1:16 que daria certo na bitola 1.435 porém o modelo iria destoar do conjunto de outras peças já feitas na escala 1: 11,25 e a idéia foi incorporar esse modelo de locomotiva ao conjunto já existente.
 

 O mesmo se dá com os trens em escala HO, essa escala que é 1:87 , só é válido com uma bitola real de 1435 mm, entretanto se fazem as miniaturas de trem em outras bitolas e se usa sempre a mesma escala. Já vi modelos em HO de trens com bitola métrica (1 m ) e ficou do mesmo tamanho, quando na realidade deveria ser na escala de 1:60. Nunca vi nada em HO nessa escala.
 Ao se fazer nessa escala maluca tem-se a vantagem que a máquina fica maior, portanto cabem mais coisas dentro da máquina. O desenho foi adaptado por nos mesmos, e ficou meio esquisito, parecendo uma senhora de busto grande e pernas finas isso quando vista de frente, mas ao observarmos de lado não se nota nada.
 

 O modelo possui um motogerador de energia elétrica que foi feito com um motor de roçadeira de grama de 32 CC, 1,3 HP e com rotação entre 3,5 a 5 mil RPM , esse motor está acoplado a um gerador elétrico marca Bosch de automóvel tipo “Uno Mille” que gera energia entre 12 e 14 V e 40 A o que dá cerca de 800 Watts, donde que levando em conta as perdas operacionais os dois são compatíveis e se complementam. Tanto a rotação como potência estão dentro de um parâmetro muito bom. O motor está acoplado ao gerador com uma junta elástica tipo bomba d’água ligando eixo a eixo axialmente, isso elimina totalmente perdas em fricção caso fosse usada uma correia de transmissão.   (veja foto)
 

 Os motores de tração são dois, um para cada truque, os truques são do tipo “ B “ ou seja quatro rodas motrizes. Os motores estão em cima dos truques e transmitem a rotação através de polias e correias dentadas tipo XL com 9,5 mm de largura. Na potência escolhida não existem motores que caibam entre as rodas. Os motores possuem 100 Watts cada um, perfazendo um total de 200 Watts de consumo e geram cerca de 1/4 de HP efetivos nos eixos da máquina. Os motores são da marca Bosch e são os usados nas ventoinhas dos radiadores dos automóveis atuais. Os motores estão acoplados diretamente a redutores tipo sem-fim e coroa e no redutor está a polia que leva a tração as rodas, tem um moto-redutor por truque.
 

 Os truques são feitos de barra de aço 1010 de 3” de largura por 5/16 “ de espessura recortados em serra de fita, portanto são do tipo montado e não fundido, as rodas ídem , são feitas de aço 1010 recortadas de um tarugo de  4 “ (100,4mm), as rodas acabadas tem 88mm de diâmetro, com uma franja de 6mm isso dá um diâmetro total de 100 mm. A suspensão é feita de molas em lâminas de 10mm de largura por 60 mm de comprimento e  espessura de 0,6 mm, possui 6 feixes de mola por truque, cada feixe tem seis lâminas, sendo três em cima e três em baixo, intercaladas de lâminas de fenolite de 0,5 mm de espessura. Nas barras compensadoras as molas são em espiral, são 8 molas por truque com 10 mm de diâmetro cada uma com 10 espiras de fio de 1,6 mm de aço 1075 temperado no ponto certo. O espaçamento é de 2,5 mm por espira.
 

 Os eixos são de aço 1045 , 15 mm de diâmetro, rebaixados para 13 onde encaixam as rodas e com a ponta do eixo retificada de 10mm, essa parte fica dentro do mancal que é em bronze fundido.  Os truques são bem elaborados e foram desenvolvidos pelo modelista e creio ser único no Brasil. A característica mais pungente é a transmissão feita com uma correia sincronizada que interliga os eixos motores com o motor de propulsão. Para que esse artifício fosse factível, foi necessário se desenvolver um modo no qual as rodas ao balançarem devido a suspensão não afrouxasse a correia de transmissão e mais, a locomotiva ao entrar em uma curva onde os truques se inclinam com relação a estrutura da máquina a correia não saísse das polias. Isso foi conseguido da seguinte forma, três roletes colocados em posições estratégicas na estrutura do truque, mantém a correia sempre no centro dos eixos motores, ao se fazerem às curvas a correia não sofre deslocamento, apenas torção, isto devido ao fato de que, correias e polias estarem exatamente no centro da locomotiva e do truque. A fixação do truque no chassi da máquina embora no centro, ele está fixo através de um apêndice e a correia circula por fora.
 

 As medidas aproximadas da locomotiva são de 1,5 m de comprimento, isto medido entre as pontas dos engates; 25 cm de largura, 37 cm de altura e pesa cerca de 50 Kg. A autonomia nunca foi avaliada, mas isso depende da velocidade e do tamanho do tanque de combustível uma vez que ela opera com gasolina . O motor é do tipo de dois tempos de forma que, a gasolina leva óleo lubrificante junto, na proporção de 1:30

Acoplamento de transmissão de energia
Fase de testes da parte mecânica e motores da locomotiva já concluída - Fevereiro de 2006
 
 
Fotos da Máquina já montada e pintada feitas em 23 de junho de 2007
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Retornar à página anterior